>Dislocated Girl

O blog mudou:

Te espero lá

:: Postado por Kati às 02h50
::


Essência





Como eu queria entender a mente humana desde a sua formação e captar as influências que o mundo exerce,tenho estado tão entonteada,as vezes até lamento por ser tão confusa.Não temo dizer que busco respostas,quero saber de absolutamente TUDO que se possa imaginar,e o universo parece estar pequeno demais em minhas mãos.Quando será que minhas necessidades serão atendidas...A realidade é tão mesquinha,tão rídicula que me mordo de raiva,por incrível que pareça,as vezes tenho vontade de desaparecer.Não consigo mais confiar em ninguém pois já tive experiências o bastante para confirmar que as pessoas são extremamente individualistas e me tratam como se eu fosse um objeto desprovido de sentimentos.

Ficar sentada em uma cadeira de computador,acostumada com a rotina contínua que não muda,não é pra mim.
Não consigo me adaptar a vida normal,consequentemente,sou o que não sou e o que não quero ser pois nunca até hoje encontrei uma pessoa que me sentisse a vontade o bastante para ser eu mesma.É como se eu estivesse desanaxada no meio das pessoas e aqui não fosse meu lugar.Tem momentos que sinto,que a vida pode ser tão simples e eu a desordeno completamente.Mas como vou saber...parece que estou sem uma base,sem algo para se apoiar.

Que processo que os humanos passaram para se tornarem tão irracionais ou seja individualistas e materialistas,quantas injustiças e desigualdades...é coisa demais para minha cabeça suportar,só se isolando desse mundo mesmo para me sentir bem...

:: Postado por Kati às 09h08
::


Dia tedioso





Quem me dera conseguir viver impromptamente e livre de verdade,vejamos meu futuro..."ser uma adulta conformada com o mundo,com um trabalho e quem sabe uma familía",um futuro pronto,não preciso que a sociedade traçe meu futuro,como dizem eles:crises de adolescente,logo passa,é uma bobagem...mas não fazem idéia de como isso me deixa constrangida,as pessoas deviam incentivar nossos sonhos,nossas vontades e desejos "impossíveis".Um tempo atrás fui viajar,foi mágico,quando estava no carro,abaixei todo o vidro,a brisa forte batia em meu rosto,a paisagem era encantada,observei o movimento das árvores,senti a natureza nascendo dentro da minha alma,por um momento pensei estar voando entre as árvores,o mundo medíocre e os problemas medíocres ficaram minúsculos diante da natureza,da liberdade, me fazendo divagar radiosamente,por um momento pensei que a realização dos meus sonhos poderiam estar entre aquelas imensas e maravilhosas árvores.O homem infelizmente perdeu o instinto da natureza,talvez este instinto esteja escondido no mais profundo do ser.
Não tenho autonomia para meu vôo ou seja,não tenho meu autoconhecimento,como queria ter essa receita,como queria ter alguém para me ensinar ou simplismente me ajudar ou apenas um ser...O que dói de verdade,é que tenho que me comportar como uma "mocinha crescidinha" ou uma "robôzinha",que coisa mais ridícula,mesmo eu me sentindo insegura e inexperiente diante do mundo.
Onipotência utópica...quem me dera ter o poder mas não o poder de super-heróis belos e parrudos...quero o poder da pureza,da libertação,o poder da fantasia,o poder de ser forte!Oh...oh quem me dera!


Hoje chorei,novidade?Não.Na frente dos meus pais.É,cheguei da escola,com aquela cara de menina malcriada e emburrada,como "meu dia foi péssimo e nem queira saber...",na vulnerábilidade extrema,ouvi na TV que 98% da água do mundo é salgada e a polulação do mundo esta aumentando,primeiro começei a xingar falando coisas bizarras como "esse povo leigo fazedores de filhos,da vontade de quebrar o braço,o nariz,a perna pra ver se eles aprendem",sim,que violência!Depois,começei a chorar espontâneamente na mesa da cozinha,chorei como uma anjinha de 7 anos displicente que não sabe conter seus sentimentos e fala da boca-pra-fora...para melhorar ou melhor para me fortalecer espirítualmente,vou visitar uma casa de crianças especiais,para cuidar,fazer carinho,ajudar...e minhas aulas de violino não vão demorar para começar.
Um grande abraço.

:: Postado por Kati às 18h38
::


Tentando escapar





Hoje estou com uma sensibilidade extrema diante do mundo,é raro eu ficar tão vulnerável a pensamentos profundos sobre acontecimentos em minha vida,na verdade,são situações normais,do dia-a-dia de qualquer pessoa e hoje elas me fizeram levantar uma enorme sombra de dúvidas e indignações.
Realmente não intendo como as pessoas podem ser tão pequenas e medíocres.
Não é novidade saber que ninguém se importa com ninguém(a maioria) e tratam seus semelhantes como um simples objeto sujo e deformado...Posso dizer que o mundo em geral(deixo bem claro que sempre tem excessões) esta deturpado pelo sistema.
Tem hóras que fico deprimida,amargurada com um desejo insáciavel de voltar no passado e ser criança novamente,não desconsidero de jeito nenhum a possibilidade de sermos eternas crianças...quero dizer que a sociedade nos arrasta para o seu centro mesmo contra a nossa vontade e nem percebemos,lembro da minha infância e de seus detalhes como se tivesse acontecido há um minuto atrás,daquele meu mundo infinito encantador,uma diária imaginação constante,uma fase tão pura,revestida por um amor incondicional que nem a relidade tinha o poder de tocá-la...se eu pudesse pelo menos voltar um pouco por alguns instantes e reviver aquele conto "melhor impossível", me sentiria tremendamente rica e completa.
A consequência desta intensa nostalgia esta trazedo-me um abundante desejo que se múltiplica a cada segundo em uma velocidade inimaginável de revolucionar.

Mas eu??Revolucionar?Uma garotinha,considerada mais um pequeno ser no universo,localizado no fim do mundo...esse fato só me comprova como a nossa mente vagueia numa intensidade fascinante,muito além do que vemos e vivemos.

A criança é o ser mais livre que existe,desprovida de pensamentos e sentimentos maléficos,mas o que mais me impressiona numa criança,é o incrível destemor de perguntar,sem medo de ser minorado ou ofendido,o desejo de descobrir e experimentar o mundo e o universo inteiro se pudessem...não idolátro a criança em si mas sim seu sentimento ao todo.

Infelizmente a realidade nos prende em uma prisão interior,influência nós de diversas formas.

Tudo isso me faz ficar confusa demais,posso comparar á um labirinto e uma única saída escondida dentro de mim que me leverá ao meu verdadeiro eu.

:: Postado por Kati às 23h51
::


Liberdade encravada





Não sei dizer explicitamente o que se passa em mim...continuo perdida e confusa mas de outra forma,como se eu estivesse em outra fase.O mundo da utopia é incrível e ao mesmo tempo tão entorpecido.Sei que temos a livre escolha,esse fato esta me confortando,dúvidas e incertezas que tenho podem ser bobagens,pra que se preocupar com tantas coisas pequenas.Não sou normal,vai saber se alguém é realmente normal ou se isso existe.Já que tenho livre escolha,posso sonhar infinitamente,ter o direito de ficar estranha,fantasiar destemidamente,falar coisas sem sentido,demonstrar os meus fascínios...enfim,liberdade em todos os sentidos e barreiras ultrapassadas dentro de mim.Percebi que todos somos livres e fazemos questão de nos escondermos ou se afugentarmos nos sentimentos ruins e baixos.Depois ainda falam que vivo de ilusões,eles é que vivem,ser alguém que eles não são,agora eu que vivo de ilusões?

Tenho minha opinião própria e não vou me deixar levar,conselhos sobre o que sinto nunca vão adiantar,só quem compreende a gente somos nós mesmos.Muitos vêem a liberdade como algo imexível,originado da "imaginação popular" mas nem tentam práticar.Uns anos atrás eu vivia falando em:o verdadeiro valor da vida e toco nesse contexto este instante,não quero sobreviver em vão,preciso lutar,quebrar todos os obstáculos que me deixam de qualquer forma infeliz.Quando escrevo esses textos,mergulho em mim e ponho de maneira incrível meus sentimentos profundos,como tenho liberdade de escolha,isso que estou fazendo não é em vão,se acaso ser pois não sei a verdade,não importa porque pra mim é importante agora.Acho que se importamos muito com o mundo lá de fora e esquecemos do mundo que se encontra dentro de nós.Seriamos uma aberração se fossemos vazios e seguidores dos outros,claro que é muito mais fácil um pensamento pronto do que passar um tempo indefinido encontrando o nosso,como eu disse,temos a livre escolha e eu já fiz a minha,não ligo se pra sociedade importa ou se é realmente importante.Esse texto não esta fácil de intender,mas deu pra expressar um puco do que se passa comigo.

:: Postado por Kati às 19h10
::


Perto de mim



Me indigno,me incomodo com a maldade,a fútilidade e a injustiça cometida normalmente nos dias de hoje,não consigo fechar os olhos e esquecer,mesmo que tente,não consigo viver em paz comigo mesma de verdade,e quem consegue?Me importo tanto com assuntos que a maioria das pessoas não se importam e nem ouvem...por isso sinto que o mundo me esqueceu,minha contestação é inepta.Apesar de tudo,amo viver no meu infinito e encantador universo,tenho tantas idéias desordenadas girando sem um eixo em minha mente,me deichando perdida,quando era criança era tão simples eu soltar essas ilusões e respirá-las como ar mas não intendo por que hoje se tornou extremamente complicado.Tenho medo de depender de um mundo que não existe...algo puramente sem nexos.As dúvidas são contraditórias a verdade que esta em frente aos meus olhos.Fantasia e realidade misturadas=mundo sem sentido.Melhoras rodeiam em mim,me sinto leve,livre,a sociedade não faz mais tanta diferença como antes,penetro em meu interior e de lá ninguêm pode me tirar.Me sinto quase preparada para expor meus pensamentos no papel sem me importar com a realidade alheia.Pensando bem...tudo que aconteceu comigo desde os meus 11 anos esta me levando á um lugar,aquela confusão,perdição,muitos gritos,desespero...não foram em vão,estão contribuindo para minha formação.Não sinto raiva nem rancor por ninguém,acho que essa é a chave para abrir as portas da libertação.Acabei de pensar em uma teoria que a verdadeira Terra do Nunca se habita dentro de nós.Ao mesmo tempo me sinto confusa,por criar apenas teorias sobre meus sentimentos,não tenho certeza do verdadeiro significado deles,porém,a liberdade esta a frente das incertezas e perguntas.Esse texto esta praticamente incompreenssível mas é o que estou sentindo...

:: Postado por Kati às 19h09
::


Meu primeiro conto de vampiros


Primeiaramente obrigada pelo carinho e pelos comentários.Ultimamente eu tenho estado muito religiosa,principalmente por causa de algo que aconteceu comigo.

Desde pequenininha sempre fui fascinada pelos vampiros,a sensibilidade e romântismo que eles nos passam me contagia.Esse conto que fiz foi criado recentemente,esta meio confuso,mas se prestarem atenção nos versos,tenho certeza que vão intender.

Destino Incasável

"Sou apenas uma jovem perdida na crúa e infortúnua solidão.Insubordinável e ao mesmo tempo tão indefesa...
Meus olhos carentes são visíveis,a ausência do acalanto me cala a alma,envolta pelo encanto da impecável fantasia secreta,que faisca em meu ser atordoado por algo desconhecido que temo e abafa meu sorriso.
Minha mente se afujenta na noite gélida e tentadora,o eco endescritível me consome.O garoto pálido de preto sussura em meu ouvido deixando meu corpo inerte,suas mãos frias em meus rosto abandonado me protege e o adorável timbre de sua voz murmura em minha alma destemida.
Os olhos flamejantes do minsterioso jovem de veludo negro se mistura com sua fúria ardente,diretamente para meu olhar frágil e inofensivo.
Inepta diante do mundo já não me importa mais...a suposta realidade persistente entrou em declinío ao meu redor.
Agora tornai-me imortal e as dúvidas constantes me perseguem com mais intensidade...
Oh!Meu doce vampiro,estamos acorrentados delirando indócilmente na abundante insensatez.
Amargurada,não encontro forças para conter minha insáciavel sede,a fonte da vida enterna:o sangue.Sem escolhas,tornai-me fraca,se antes era como mortal,agora como imortal.
Incansávelmente me perco,fujo para o mundo e vou a lém,o ciclo parece não ter fim....assim a vida eterna me maltrata diariamente,lançando-me no fundo do abismo novamente sem a miníma pena de uma vampira rastejando sem trégua na infinita escuridão..." Katarine Carvalho,14 anos(repasse com os créditos por favor)


Breve farei mais contos e postarei aqui.
Meu sentimento continua perdido,mas tenho fé e ela é minha base.Como digo numa das minhas poesias "encontro dificulculdades para aceitar,é difícil escapar,presa para crescer"...se eu visse minha alma refletida no meu olhar,poderia ver os meus sentimentos profundos,é tão doloroso vc viver dependente de algo que não existe,ser alguêm q vc não é ou não quer ser,tentar se descubrir,tentar mudar o mundo.Em consequência vem a nostagia pela infância,quem me dera voltar a a ser criança...logo postarei novamente,hoje não estou muito inspirada para falar dos meus sentimentos profundos,espero receber opiniões do conto.Tenha um ótimo domingo,um grande abraço.

:: Postado por Kati às 01h03
::


Como eu queria ser...



Não me sinto muito bem...a vida é muito parada,por mais que a rotina mude,o tempo fica parado dentro de mim,mesmo que tudo ao meu redor se transforme,não é o bastante para fazer muita diferença,toda essa luz que buscamos incansávelmente por todos todos os cantos possíveis do mundo só pode ser encontrada em um único lugar que se perde no esquecimento:dentro de nossa alma,mas isso é muito mais que apenas uma conquista...é uma surpreendente e grandiosa a aventura que se estende por nossa vida eternamente...a vida sedentária é muito pior do que parece e quem vive sabe,por mais que tudo esteja supostamente bem,na maioria das vezes sentimos um vazio,como se estivessemos perdidos num labirinto sem fim...com apenas uma saída e a situação fica mais alarmante se estivermos sozinhos....



Bom,as coisas dentro de mim estão melhorando...mas me sinto desiludida em fazer até mesmo aquilo que me da prazer,as vezes não tenho vontade de fazer nada.Não adianta só dizer,que nossa liberdade se encontra apenas em nossa alma,pois a alma esta presa no mundo,não podemos exercer nosso direito a liberdade enjaulados.Fico envolta pelo desalento...crítico mas não posso mudar,não aceito mas devo aceitar...e nada pode ser tão simples como funciona nosso sistema medíocre,todos sabem que esta tudo errado...sei que isso que vou falar não tem muito a ver mas fiz uma ligação...na teoria da Evolução,quando um organismo muda,é pra se adaptar ao novo ambiente,e é exatamente isso que esta acontecendo ou seja,as pessoas mudam para se adaptar ao novo sistema...mas eu tenho poder como todos,o poder de me modificar,não preciso ser a mais querida,inteligente,sociável e aceita para acreditar em mim mesma,assim como qualquer pessoa que tem o privilégio de pensar diferente e não um grupinho pré formado onde todos são cópias um dos outros com os mesmos gostos mas na verdade nem são iguais,claro que não!Só fazem isso pra se adequar.Nem sei o que pensar...



Eu fiz um conto vampiríco,no próximo post eu coloco ele,vou postar constatemente aqui,agora meus posts vão ser mais simples,porêm,vou falar com mais intensidade de tudo que me atordoa e das melhoras...

:: Postado por Kati às 00h58
::



Sobre a...





Katarine Guevara


Retrato interior


Sou muito fantasiosa e sonhadora ao extremo,como não gosto de viver nesse mundo,eu já libertei minhas asas e voei para outro lugar!Estou livre no meu conto mágico encantador e indescritível.Mas até no meu mundo tem tristeza,pois lidou com meus sentimentos mais profundos diretamente em meu olhar.Já passei por diversas fases de alegria,imaginação,tristeza,
amor,rebeldia,indignação,
frustração...diante das minhas fases e sub-fases da infância e adolescência.
Estou tentando capturar a memória da minha infância para substituir o mundo realista ao meu redor,não...não me deixo contaminar,esse virús da falsa sociedade não vai me pegar.Agora me pergunto:se eu guardar esse mundo fascinante só pra mim,vou ficar isolada...onde fica o meu desejo de me expandir,contagiar o mundo,a união,resumindo,a REVOLUÇÃO.Sou a tipíca pessoa que não se corforma e nem vai se conformar,nem adianta tentar,eu não quero e nem posso aceitar.Sonhos em vão,pura e doce utopia,contestação obsoleta,me sustentam.Pessoas ao meu redor podem pensar o que quiser,por isso peço que POR FAVOR podem me achar louca,anormal,ultrapassada,
esquisita,anti-social,excluída ,até autista e o que vier,eu não me importo.Me condeno a prisão por esconder o que sinto e não falar o que penso,em um dia indeterminado a sela vai abrir,dependente de mim.Tenho aversão a hipocrisia,totalitarismo,
inveja,
preconceito,fútilidade,
superioridade,pouca fé e animosidade.Meu passaporte gratuito e riquíssimo para meu interior são minhas histórias e poesias,breve aprenderei um novo passaporte,o violino também me levará para a fantasia real.Basta olhar para o fundo dos meus olhos e percebe-se que sou tênue.Ago anormalmente,faço e falo coisas que pessoas da minha idade nunca nem pensam em dizer ou fazer.Escolas não deveriam existir,invés de evolúirem elas retrocederam.
Tem algum problema pessoal?Me fale querido,se precisar passarei o dia inteiro fazendo teorias para resolvê-lo.Amo heróis,revolucionários,
aventura,HISTÓRIA,meu sonho é viver uma aventura a lém dos livros e filmes,será possível?Por enquanto fica apenas em minhas poesias e textos.


You want to speak with me?

Contato


Meu Humor

Links

:: VICKYS.com.br
:: Template Shop List
:: UOL - O melhor conteúdo
:: BOL - E-mail grátis

Perfil do blog


Esse blog é como um diário para eu expor meus sentimentos mais profundos,meu refúgio para minhas poesias,contos,
meus gostos e idéias.Enfim...não quero fazer um blog público.É apenas para pessoas que se identificam com meus sentimentos.Serve como um arquivo de idéias e emoções,ao encontro do meu interior.

Dislocated Girl - Página principal. Adicionar aos favoritos.


Mas quem?

Fotos do meu amor.

Link-Me

Deslocada - Link-a.

Concursos

Concursos - Clique

» Blog in English

  • English version

  • ::.Love Che.::




    Mundos prediletos


    Kátia
    Jean
    Letícia
    Thamiris Silvana
    Blog do Rocha Flor
    Katarina
    Lost Girl
    Fernando Val toda Loka


    » Blog do meu amigo::


    Queen-The show must go on

    Dados do blog


    Blog no ar desde 10//1//06(começou no weblogger mas como vive fora do ar...),no UOL esta desde 03 de março de 2006.
    Estou mechendo com blog há 6 meses.

    +. +. + .+ Sites bons+. +. + .+



    Idolo

    Clique na "Cronologia" para ver sua história resumida

    Che Guevara

    Cronologia


    1928

    Nasce no dia 14 de maio, Ernesto "Che" Guevara de La Serna, na cidade de Rosário, Argentina. Filho de Ernesto Guevara Lynch e Célia de La Serna.

    1930

    Surge, pela primeira vez, a crise de asma de "Ernestito". O menino é levado a Buenos Aires para fazer o seu primeiro tratamento da asma que o acompanhou durante toda sua vida.

    1945

    Termina os estudos secundários e muda-se para Buenos Aires. Matricula-se na Faculdade de Medicina da Universidade de Buenos Aires, onde se sobressai como um bom estudante. Interessa-se por pesquisas, tanto em medicina como em política.

    1946

    Começa a trabalhar na Direção Municipal de Vias Públicas.

    1947

    Durante um passeio de cerca de 4.700 km de bicicleta visitando o interior argentino, escreve seus primeiros pensamentos políticos.

    1953

    Conclui o doutorado em medicina, especializando-se em doenças alérgicas, e muda-se para a Guatemala. Após um golpe militar, organizado pelos EUA., Che é obrigado a sair do país com risco de vida, pois apoiava o antigo regime de Jacobo Arbénz. Muda-se para o México, onde conhece Hilda Galdea Acosta, que se torna sua companheira e com quem teve uma filha.

    1955

    Encontra-se pela primeira vez no México, com Fidel Castro e decide participar do movimento revolucionário de Cuba que visa derrubar o governo do presidente Batista.

    1957

    No dia 25 de novembro, Che parte no iate Granma para invadir Cuba, juntamente com Fidel (futuro dirigente do país) e dezenas de revolucionários. Che é o médico do grupo.

    1959

    O movimento revolucionário é vitorioso. Che percorre triunfalmente as ruas de Havana, sendo considerado o grande guerrilheiro do movimento.

    1960

    Assume vários e importantes cargos públicos em Cuba.

    1961

    Vem ao Brasil pela segunda vez, e é condecorado com a Ordem do Cruzeiro do Sul pelo então presidente Jânio Quadros.

    1964

    Discursa na ONU, em 11 de dezembro. Parte para África e entra em contato com movimentos de libertação africanos.

    1965

    Desaparece da vida pública e renuncia a todas as suas responsabilidades no governo e partido cubano.

    1966

    Na segunda semana de setembro, Guevara chega a La Paz, Bolívia, com documentos falsos para participar do movimento revolucionário da Bolívia.

    1967

    Che Guevara no dia 9 de outubro de 1967, é assassinado no povoado boliviano de Higueras, aos 39 anos de idade por boinas verdes bolivianos, exército treinado e armado pelos norte-americanos. Che morreu como queria, lutando por um ideal que considerava justo.

    1997

    Depois de quase 30 anos após a morte de Che, seu restos mortais foram descobertos em uma vala comum na cidade de Vallegrande por antropólogos argentinos e cubanos.


    Mortais lendo meus textos sagrados:




     Links & Sites

    Votação

    Dê uma nota para meu blog

    ..:: INDIQUE ESSE BLOG ::..

    Arquivo do Blog

    09/04/2006 a 15/04/2006
    26/03/2006 a 01/04/2006
    19/03/2006 a 25/03/2006
    05/03/2006 a 11/03/2006
    26/02/2006 a 04/03/2006

    Visitas


    O que é isto?

    Leia este blog no seu celular

    Créditos


    Tire todas as suas dúvidas sobre blogs.





    E a eu mesma pelo esforço e criatividade ^^

    Layout por:

    VICKYS.com.br
    Todos os direitos reservados ©

    VICKYS.com.br

    Dislocated Girl - Avisos." width=11 border=0 align="absmiddle">

    Se o seu navegador for o Mozilla,meu blog fica completamente desordenado,ainda estou tentanto resolver o problema,então por favor,vizualize meu blog em outro navegador.